Revista médica e científica internacional dedicada a profissionais e estudantes de medicina veterinária.
Veterinary Focus

Número da edição 28.1 Outros conteúdos científicos

Quadros clínicos dermatológicos na leishmaniose canina

Publicado 28/10/2021

Escrito por Xavier Roura e Laura Ordeix

Disponível em Français , Deutsch , Italiano , Polski , Русский , Español e English

A leishmaniose canina, tanto a forma cutânea como a visceral, ocorre em diversas regiões do mundo onde o inseto vetor é endêmico. O presente artigo faz uma revisão dos sinais clínicos e das diferentes opções terapêuticas para os quadros clínicos dermatológicos dessa enfermidade.

Dermatological features of canine leishmaniasis

Pontos-chave

A leishmaniose é uma doença crônica com um longo período de incubação, podendo passar inclusive meses ou anos desde a infecção inicial até o aparecimento dos sinais clínicos.


Apesar dos avanços recentes em termos de conhecimento a respeito da leishmaniose, o diagnóstico, o tratamento e o controle dessa enfermidade continuam sendo um grande desafio para o médico-veterinário.


Embora mais de 80% dos cães com leishmaniose desenvolvam sinais clínicos dermatológicos, há uma ampla variedade nos tipos de lesões cutâneas observadas.


Na suspeita de leishmaniose, é necessário adotar uma abordagem clínica estruturada e ordenada para qualquer cão. O diagnóstico preciso (exato), o tratamento adequado e os acompanhamentos frequentes são fundamentais.


Gostaria de acessar mais conteúdo?

Profissionais e estudantes de medicina veterinária podem criar uma conta com acesso às informações mais recentes desenvolvidas por especialistas de renome mundial.

Criar uma conta

Já possui uma conta? Acesse aqui.