Revista médica e científica internacional dedicada a profissionais e estudantes de medicina veterinária.
Veterinary Focus

Número da edição 29.3 Pâncreas exócrino

Insuficiência pancreática exócrina em cães

Publicado 11/11/2021

Escrito por María-Dolores Tabar Rodríguez

Disponível em Français , Deutsch , Italiano , Español , English e ภาษาไทย

A insuficiência pancreática exócrina é uma doença debilitante, subdiagnosticada em cães. María-Dolores Tabar Rodríguez aborda o problema, bem como seu diagnóstico e tratamento.

Exocrine pancreatic insufficiency in dogs

Pontos-chave

A insuficiência pancreática exócrina deve ser considerada em qualquer cão com um ou mais dos sinais clínicos compatíveis, mas sobretudo se houver diarreia do intestino delgado e perda de peso.


O diagnóstico de insuficiência pancreática exócrina é essencialmente funcional, sendo formulado com base na avaliação da função do pâncreas através da mensuração da imunorreatividade semelhante à da tripsina sérica.


A terapia para esses pacientes concentra-se na administração de enzimas pancreáticas, instituição de nutrição adequada e suplementação de cobalamina.


Embora nem todos os pacientes demonstrem uma resposta terapêutica ideal, o prognóstico é geralmente bom, mas requer tratamento contínuo e monitoração regular.


Gostaria de acessar mais conteúdo?

Profissionais e estudantes de medicina veterinária podem criar uma conta com acesso às informações mais recentes desenvolvidas por especialistas de renome mundial.

Criar uma conta

Já possui uma conta? Acesse aqui.